domingo, 2 de dezembro de 2012

O que ela diria?


O que ela diria?
Autoria;Mess Meister

Eu acredito que até aqui,eu já tenha sido muitas mulheres diferentes,
e ainda serei muitas outras,nesse momento exato eu já estou em mutação
Mas há uma que eu gosto mais de lembrar,é a garota que fui aos 7 anos,pode
parecer estranho,mas essa garota sabia das coisas...
A garota que eu fui aos 7,não sonhava com castelos e príncipes,não brincava
de fada,ela sonhava com um carro conversível vermelho,ser magra,usar botas com salto
e um namorado lindo.
Ela não pensava em casamento,queria morar sozinha,dormir tarde,e ir aonde quisesse,queria ter seu
próprio batom vermelho,ao invés de usar o de sua irmã,queria uma profissão,só não sabia qual,mas sabia
que queria lidera.
As vezes ela era um pouco perua,confesso,mas não se importava com o que os outros pensavam,
com o que diziam, simplesmente seguia seu coração,ela sabia dá valor ou que realmente importava
e excluir todo o resto.
E sua mãe nunca exigia que ela fosse o contrario,que brincasse de boneca,quando ela prediria ler um livro,
muito pelo contrario,sempre apoiava  o seu jeito diferente,e as vezes selvagem.
Porque as vezes ela era muito selvagem,queria correr descalça,se sujar na lama,e brincar de carinho,ela também tinha um lado menino,que não conseguia evitar, eu ainda tenho os hematomas de lembrança.
Já faz tanto tempo,acho que me perdi dela em alguma parte do caminho...
A garota de hoje,vive uma vida cheia de regras,pressa em um escritório o dia todo,nem consegue
ver o sol,ela complica tudo quando se trata de sentimento,e ela não sabe mais se diverti tão bem,
Ela já perdeu muito por medo de se arriscar...
Eu as vezes me pego pensando,o que a garota de 7 pensaria se me visse,o que ela diria?
Primeiramente me daria uma bronca,depois falaria de minha roupas,e do sonho de ser magra que ainda não
chegou,depois me levaria pra tomar sorvete(porque pra ela,sorvete cura tudo),diria algo sobre eu estar perdendo a vida.
Ela pegaria minha mão,e me faria lembrar dos nossos sonhos,nossos planos antigos,me diria pra não temer
o desconhecido,me lembraria de quem eu realmente sou,e ela estaria totalmente certa,me diria que ainda da tempo,que dá pra mudar.
E eu a escutaria,porque ela sempre soube das coisas,e eu não sou louca de contraria-la...

terça-feira, 27 de novembro de 2012

You Are Everything


You Are Everything
Matthew West
Você é tudo
Sou o único com dois pés esquerdos
Caminhando numa rua solitária
Eu não consigo nem andar em linha reta
E toda vez que você olha para mim
Eu estou girando como uma folha de outono
Sujeita à bater fundo por algum tempo

Onde eu poderia estar sem alguém para me salvar
Alguém que não me deixe cair

Você é tudo pelo o que eu vivo
Tudo o que eu não consigo acreditar que está acontecendo
Você está parado bem em minha frente
Com os braços bem abertos
Tudo o que sei é que todo dia é cheio de esperança
Porque você é tudo pelo o que eu respiro
E eu não posso ajudar mas respire-se, e respire de novo
Sentindo toda essa vida dentro de
Cada batida do meu coração

Eu sou o único com grandes erros
Grandes lamentações e grandes pausas
Das quais eu jamais gostaria de confessar
Mas você é a pessoa que olha pra mim
E vê o que eu estava destinado a ser
Mais do que uma bela bagunça

 Você é tudo de bom na minha vida
Tudo de honesto e verdadeiro
E todas essas estrelas no céu
Jamais poderão brilhar tanto quanto você

Ela


Autoria:Caio Fernando de Abreu
"Ela é uma moça de poses delicadas, sorrisos discretos e olhar misterioso.
Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura.
Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista.
Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo.
Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez.
Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna."

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Segredos -Frejat


Segredos
Frejat
Eu procuro um amor
Que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei...
Nos seus olhos quero descobrir
Uma razão para viver
E as feridas dessa vida
Eu quero esquecer...
Pode ser que eu a encontre
Numa fila de cinema
Numa esquina
Ou numa mesa de bar...
Procuro um amor
Que seja bom prá mim
Vou procurar
Eu vou até o fim...
E eu vou tratá-la bem
Prá que ela não tenha medo
Quando começar a conhecer
Os meus segredos...
Hum! Hum! Huuuum!...
Eu procuro um amor
Uma razão para viver
E as feridas dessa vida
Eu quero esquecer...
Pode ser que eu gagueje
Sem saber o que falar
Mas eu disfarço
E não saio sem ela de lá...
Procuro um amor
Que seja bom prá mim
Vou procurar
Eu vou até o fim...
E eu vou tratá-la bem
Prá que ela não tenha medo
Quando começar a conhecer
Os meus segredos...
Hum! Hum! Huuuum!...
Hum! Hum! Huuuum!...
Procuro um amor
Que seja bom prá mim
Vou procurar
Eu vou até o fim...
Eu procuro um amor
Que seja bom prá mim
Vou procurar
Eu vou até o fim...

domingo, 18 de novembro de 2012

Carta pra alguém que nunca vai ler...


Cartas de amor,com certeza nunca foram minha praia...
Eu? um cara durão,que joga basquete,que anima a galera?
mas que quando está sozinho,gosta de te ver pelo telescópio,ali tão perto
do outro lado da rua,e ao mesmo tempo,em outro planeta...
eu não sou bom nisso,e espero que você nunca leia essas palavras
que escrevo agora...
Garota que eu tento entender,e tento não amar,nem sempre consigo
Garota maluca ,tão frágil,e ao mesmo tempo tão forte
tem a coragem de ser você mesma e isso é difícil as vezes,
Com suas botas de coturno,seus cabelos coloridos,e sua personalidade
tão intensa que transborda,não teme julgamento alheio.
A ovelha negra de uma família de comercial de margarina,
que faz dos livros seus melhores amigos,e da musica sua terapia.
Porque você não pode ser como as outras?porque tem que questionar tudo?
Eu não sou bom o bastante pra você...

Garota maluca,nunca faz o que os outros esperam,
não tem medo de se arriscar,eu te vejo se jogar de cabeça sem nunca
se arrepender,
As vezes eu invejo isso em você,mais acima de tudo admiro,
Vejo você brigar pelo que acredita,vejo você amar sem ter medo
de sofrer,
Te vejo indo pelo caminho estreito,ao contrario dos outros,
vejo rir de si mesma,tentando abraçar o mundo com as mãos,
Ninguém nunca te pediu pra ser assim,e ninguém se importa,
Seria até mais fácil ser igual aquela sua irmã fútil e oxigenada,
Mais não,você prefere preencher sua mente,ao invés do sutiã
atitude arriscada,mas eu gosto...
Prefere ver o mundo do seu jeito único,cheio de cores e formas,
cheio de cheiros e texturas,como uma grande jornada,uma aventura.
Eu levei algum tempo pra perceber,o que havia por trás de seus olhos
castanhos,e agora eu sei...
E é difícil não te amar por isso,mesmo sabendo que nossos mundos não se cruzam,
difícil não sentir vontade se segurar sua mão,de te trazer pra perto,te fazer pensar
em mim como eu penso em você,
Mas eu sei que nunca poderia me encaixar no seu mundo,eu sou cria de cativeiro,e
você um lindo pássaro raro e selvagem,precisa voar,cada vez mais alto,
e eu nunca iria te impedir,ou tentar te trazer pro meu mundinho ''careta'',
E eu nunca mudaria você,porque eu amo todas as suas formas,esse seu jeito
todo peculiar.
Podem se passar um milhão de garotas,mas nenhuma delas será igual a você.








terça-feira, 13 de novembro de 2012

Namore um cara que ...lê


Autoria:Luizandro Lima

Namore um cara que se orgulha da biblioteca que tem, ao invés do carro, das roupas ou do penteado.
Ele também tem essas coisas, mas sabe que não é isso que vai torná-lo interessante aos seus olhos.
Namore um cara que tenha uma pilha de três ou quatro livros na cabeceira e que lembre do nome da professora que o ensinou as primeiras letras. Encontre um cara que lê.
Não é difícil descobrir: ele é aquele que tem a fala mansa e os olhos inquietos.
Ele é aquele que pede, toda vez que vocês saem para passear, para entrar rapidinho na livraria, só para olhar um pouco. Sabe aquele que às vezes fica calado porque sabe que as palavras são importantes demais para serem desperdiçadas? Esse é o que lê.
Ele é o cara que não tem medo de se sentar sozinho num café, num bar, num restaurante.
Mas, se você olhar bem, ele não está sozinho: tem sempre um livro por perto, nem que seja só no pensamento. O rosto pode ser sério, mas ele não morde, não.
Sente-se na mesa ao lado, estique o olho para enxergar a capa, sorria de leve.
É bem fácil saber sobre o quê conversar. Diga algo sobre o Nobel do Vargas Llosa.
Fale sobre sobre as novas traduções que andam saindo por aí. Cuidado: certos best-sellers são assunto proibido.
Peça uma dica. Pergunte o que ele está lendo –e tenha paciência para escutar, a resposta nunca é assim tão fácil. Namore um cara que lê, ele vai entender um pouco melhor seu universo, porque já leu Simone, Clarice e –talvez não admita– sabe de memória uns trechos de Jane Austen.
Seja você mesma, você mesmíssima, porque ele sabe que são as complicações, os poréns que fazem uma grande heroína. Um cara que lê enxerga em você todas as personagens de todos os romances.
Um cara que lê não tem pressa, sabe que as pessoas aprendem com os anos, que qualquer um dos grandes tem parágrafos ruins, que o Saramago começou já velho, que o Calvino melhorou a cada romance, que o Borges pode soar sem sentido e que os russos precisam de paciência.
Um namorado que lê gosta de muita coisa, mas, na dúvida, é fácil presenteá-lo: livro no aniversário, livro no Natal, livro na Páscoa. E livro no Dia das Crianças, por que não?
Um cara que lê nunca abandonará uma pontinha de vontade de ser Mogli, o menino lobo.
E você também ganhará um ou outro livro de presente.
No seu aniversário ou no Dia dos Namorados ou numa terça-feira qualquer.
E já fique sabendo que o mais importante não é bem o livro, mas o que ele quis dizer quando escolheu justo esse. Um cara que lê não dá um livro por acaso. E escreve dedicatórias, sempre.
Entenda que ele precisa de um tempo sozinho, mas não é porque quer fugir de você. Invariavelmente, ele vai voltar –com o coração aquecido– para o seu lado.
Demonstre seu amor em palavras, palavras escritas, falas pausadas, discursos inflamados.
Ou em silêncios cheios de significados; nem todo silêncio é vazio.
Ele vai se dedicar a transformar sua vida numa história.
Deixará post-its com trechos de Tagore no espelho, mandará parágrafos de Saint-Exupéry por SMS. Você poderá, se chegar de mansinho, ouví-lo lendo Neruda baixinho no quarto ao lado.
Quem sabe ele recite alguma coisa, meio envergonhado, nos dias especiais. Um cara que lê vai contar aos seus filhos a História Sem Fim e esconder a mão na manga do pijama para imitar o Capitão Gancho. Namore um cara que lê porque você merece.
Merece um cara que coloque na sua vida aquela beleza singela dos grandes poemas.
Se quiser uma companhia superficial, uma coisinha só para quebrar o galho por enquanto, então talvez ele não seja o melhor. Mas se quiser aquela parte do “e eles viveram felizes para sempre”, namore um cara que lê. Ou, melhor ainda, namore um cara que escreve.

sábado, 20 de outubro de 2012

A DOR QUE DÓI MAIS


Autoria:Martha Medeiros

Trancar o dedo numa porta dói.
Bater com o queixo no chão dói.
Torcer o tornozelo dói.
Um tapa, um soco, um pontapé, dóem.
Dói bater a cabeça na quina da mesa,
dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim.
Mas o que mais dói é saudade. Saudade de um irmão que mora longe.
Saudade de uma cachoeira da infância.
Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.
Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu.
Saudade de uma cidade.
Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos.
Dóem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã.
Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno.
Não saber mais se ela continua clareando o cabelo.
Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu.
Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu.
Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês,
se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros,
se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo,
se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.
Saudade é não saber.
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos,
não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento,
não saber como frear as lágrimas diante de uma música,
não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.
Saudade é não querer saber.
Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz,
se ele está mais magro, se ela está mais bela.
Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

É melhor nem falar


Autoria:Mess Meister
É melhor nem falar,deixa pra lá ele não merece saber,
tudo o que eu passei antes de conquistar esse sorriso que exibo hoje,
Ele nunca vai saber,todas as lagrimas que eu chorei por ele,
todas as vezes que eu me culpei pelo fracasso do ''nós'',sendo
que um relacionamento não se sustenta só por uma pessoa.
Ele não imagina o quando foi difícil,seguir com a vida,mesmo com o coração
quebrado,e sorrir um sorriso amarelo,pra que meus amigos não se preocupassem,
Os homens idiotas que eu me envolvi depois só pra me sentir amada,menos carente...
O quanto foi difícil suportar os olhares de todos que sabiam que ele havia me trocado
por outra,
E nem como eu quebrei minha cabeça pra saber o que ela tinha que eu não tinha,
E que por um instante,eu pensei que poderíamos ficar juntos de novo
Ele não vai saber das noites em que eu perdi o sono,e lutava comigo mesmo pra
não ligar pra ele,
Que eu fazia um desvio enorme no meu caminho pro trabalho,só pra não correr o risco
de vê-lo,
Não vai saber que eu já odiei o amor,e disse pra mim mesma que nunca mais tentaria de novo
Que eu quis me esconder de tudo,me abrigar na minha dor,tudo isso,por alguém que não merecia
nem minha mera lembrança,
É melhor nem falar,ele nunca vai saber,o quanto foi difícil esquece-lo.
Ele só vai saber,como eu me levantei depois de tudo isso,
Como superei,renasci,talvez até muito melhor que antes,
Ele só vai te que me ver todos os dias,sendo feliz,porque eu estou,
Aprendi a me amar primeiro,
Só vai ver eu e meu novo amor,porque eu consegui amar de novo,e esse alguém
vale a pena todos os riscos,
Ele só vai saber,que minha vida nunca esteve melhor,porque nunca esteve
mesmo,e vai pensar que eu nem me importei com o fim do nosso amor,
E é só isso que ele merece saber....

Ainda É Tudo Seu


Ainda É Tudo Seu
 Luiza Possi
Ainda tenho tantas coisas pra te dizer E saber.
Você que sempre me ganha
Antes de me perder
Me faz ver.
Em cada melodia e letra que eu vou escrever
Tem você.
Sua boca me leva aonde vou me perder
Mesmo se não for pra sempre
Volto pra te buscar
Mesmo que eu siga em frente
Um dia vou te levar,
Mas não vá.
Ainda é tudo seu aqui
É tudo seu.
As horas vivem com pressa
Eu ando devagar.
Segredos moram comigo
Eu gosto de contar, pro céu.
A vida inteira é muito pouco só pra começar
Desvendar.
E quando os olhos se esquentam,
Eu perco a direção e a razão.
Mesmo se não for pra sempre
Volto pra te buscar.
Mesmo que eu siga em frente
Um dia vou te levar,
Mas não vá

Ainda é tudo seu aqui,é tudo seu
Ainda é tudo seu aqui ,é tudo seu
Ainda é tudo seu aqui,é tudo seu
Ainda é tudo seu aqui, ainda é tudo seu
E sempre vai ser seu.
Ainda é tudo seu,tudo seu.
Ainda é tudo seu,tudo seu,
Ainda é tudo seu,tudo seu

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

"Para quem me odeia''


Autoria:Fernanda Young

Eu te amo. E não seria metade do que sou sem você, juro.
É seu ódio profundo que me dá forças para continuar em frente, exatamente da minha maneira.
Prometa que nunca vai deixar de me odiar ou não sei se a vida continuaria tendo sentido para mim.
Eu vagaria pelas ruas insegura, sem saber o que fiz de tão errado.
Se alguém como você não me odeia, é porque, no mínimo, não estou me expressando direito.
Sei que você vive falando de mim por aí sempre que tem oportunidade, e esse tipo de propaganda boca a boca não tem preço.
Ainda mais quando é enfática como a sua - todos ficam interessados em conhecer uma pessoa que é assim, tão o oposto de você.
E convenhamos: não existe elogio maior do que ser odiado pelos odientos, pelos mais odiosos motivos. Então, ser execrada por você funciona como um desses exames médicos mais graves, em que "negativo" significa o melhor resultado possível.
Olha, a minha gratidão não tem limites, pois sei que você poderia muito bem estar fazendo outras coisas em vez de me odiar - cuidando da sua própria vida, dedicando-se mais ao seu trabalho, estudando um pouco. Mas não: você prefere gastar seu precioso tempo me detestando.
Não sei nem se sou merecedora de tamanha consideração.
Bom, como você deve ter percebido, esta é uma carta de amor.
E, já que toda boa carta de amor termina cheia de promessas, eis as minhas: Prometo nunca te decepcionar fazendo algo de que você goste.
Ao contrário, estou caprichando para realizar coisas que deverão te deixar ainda mais nervoso comigo. Prometo não mudar, principalmente nos detalhes que você mais detesta. Sem esquecer de sempre tentar descobrir novos jeitos de te deixar irritado. Prometo jamais te responder à altura quando você for, eventualmente, grosseiro comigo, ao verbalizar tão imenso ódio. Pois sei que isso te faria ficar feliz com uma atitude minha, sendo uma ameaça para o sentimento tão puro que você me dedica.
Prometo, por último, que, se algum dia, numa dessas voltas que a vida dá, você deixar de me odiar sem motivo, mesmo assim continuarei te amando. Porque eu não sou daquelas que esquece de quem contribuiu para seu sucesso. Pena que você não esteja me vendo neste momento, inclusive, pois veria o meu sincero sorrisinho agradecido - e me odiaria ainda mais. Com amor, da sua eterna." Fernanda Young

sábado, 6 de outubro de 2012

Garota perfeita

Autoria:Mess Meister
Ele é do tipo ''cara legal'',não é difícil gostar dele,
eu já o conheço a algum tempo,e tenho o observado de minha
janela.

Sei que ele tem procurado o amor,que tem procurado a ''garota perfeita''
porque só isso que falta pra vida dele se tornar completa,
Ele tem sido persistente,exigente e as vezes desesperado,
sempre com um novo amor,e as vezes é cada roubada....

eu sei o que ele procura,mas ele não sabe que aparencia não é tudo
Ele quer uma garota de cabelos longos,lábios carnudos,que ria de suas piadas
que use roupas da moda,que saiba se comportar na frente dos seus pais,
que tenha as unhas bem feitas,e um sorriso de capa de revista,
essa é sua ideia da perfeição,mas o que ele não sabe é que o amor não sobrevive de
aparência,ele devia olhar mais pros lados,ele devia procurar alguém que o faça feliz...

Vejo suas tentativas,um monte garotas que dizem até ser Astronauta só pra agradar,
Elas não sabem que ele escreve poemas,que toca violão quando está apaixonado,nem o nome de
cada boneco da sua infinita coleção,não sabem que ele disfarça a tristeza com um sorriso
torto e uns puxões na orelha direita,que sua fruta favorita é carambola,que quando fica tímido,
ele morde o canto da boca,mas ela sabe,a garota que ele chama de amiga,
que sempre está do lado dele,que o faz rir,que se preocupa e que o coloca pra cima
quando o mundo o deixa mal...

Mas ele não percebe,não vê que por trás daquele cabelo curto,da calça larga,e dos olhos castanhos,
existe a garota perfeita pra ele,perfeita porque se importa,porque o ama,esse deveria ser o principal requisito,mas ele ainda é jovem,um dia aprende,talvez depois de muitos desses amores superficiais,ele
aprenda,mude seus conceitos,suas prioridades e lembre-se de quem  sempre lhe fez bem
pena que quando ele se der conta,talvez essa garota
''amiga'',já não esteja mais lá...

Se...


Autoria:Mahatma Ganghi

Se eu pudesse deixar algum presente a você,
deixaria acesso ao sentimento de amar a vida dos seres humanos.
A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo   afora...
Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem. 
A capacidade de escolher novos rumos.
Deixaria para você, se pudesse,
o respeito àquilo que é indispensável:
Além do pão, o trabalho.
Além do trabalho, a ação.
E, quando tudo mais faltasse, um segredo: 
O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

João de Barro


João de Barro
 Maria Gadú 
O meu desafio é andar sozinho
Esperar no tempo os nossos destinos
Não olhar pra trás, esperar a paz
O que me traz
A ausência do seu olhar
Traz nas asas um novo dia
Me ensina a caminhar
Mesmo eu sendo menino aprendi

Oh meu Deus me traz de volta essa menina
Porque tudo que eu tenho é o seu amor João de Barro eu te entendo agora 
Por favor me ensine como guardar meu amor

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Diamante entre as pedras

Autoria:Mess Meister
Eu ainda me arrumo pensando no que você vai achar
coloco aqueles óculos que você adora,e o vestido preto
porque você nunca ligou pro fato de eu só me vestir de preto
eu danço sozinha aquela musica,aquela que dançávamos juntos no escuro
da minha sala de estar.

Eu ainda dou risada sozinha,lembrando das suas implicâncias,que eu sei que eram
só da boca pra fora,pois você sempre soube me amar do jeito que eu sou,
e como você era bom nisso,bom nesse departamento de sentimento,
Essa coisa de se entregar pra valer,de amar sem se importar com os outros
Eu sempre admirei isso em você,pena que eu não sou assim...
Eu ainda espero ouvir,a sua voz suave e macia,e saber o que passa em sua mente
porque você é uma fonte inesgotável e eu nunca me canso,um mundo de mistérios
e quando penso que não posso te amar mais, você vem e me surpreendi,
e me mostra que não é como os outros que passaram por esse meu coração
já abatido...

Agora não estamos mais juntos,mas ainda é tão bom,só te amar de longe
eu sei que não é o certo,nem saudável,sei que um dia vai passar,eu vou amar de novo,
A vida vai seguir e talvez nossos caminhos não se cruzem mais.
Mais eu ainda vou pensar em seus olhos azuis,vou sorrir como uma boba
e desejar o melhor pra você,porque isso que é o amor,e querer o bem da pessoa
amada,querer que ela seja feliz mesmo que não seja com você.
Vou torcer pra que seus sonhos se realizem,e vou correr atrás do meu...
E espero um dia encontrar de novo,um diamante entre as pedras,como encontrei você.




segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Se você tiver coragem...de me amar.

Autoria:Mess Meister
Eu sei que não sou uma pessoa fácil,e que tenho um milhão
de defeitos,de manias,de marra...
Sei também que eu sempre estrago tudo no final,
e você não precisa negar,eu sei...
No começo é tudo lindo,mas depois eu dou defeito,
então já vou te avisando,porque já passamos dessa fase,
a do primeiro encontro,e foi incrível.
Mas depois você vai perceber que eu não sou igual as outras,
que gosto do meu cabelo bagunçado mesmo,
que prefiro meu jeans rasgado a qualquer vestidinho de boneca,
Que falo alto e grito,que dou uma  gargalhada nada discreta.
Não sou o tipo que garota que sua mãe sonharia pra você,
Não sou nem um pouco ''prendada''e nem sei cozinhar.
Eu não tenho ''bons modos'',prefiro meu coturno a qualquer
salto.
Sei que você sabe de tudo isso mas,é melhor ter certeza,
Eu acho melhor você saber que eu vou tentar fugir,
fazer de tudo pra não dar certo,fingir não me importa,
 saiba que não é verdade...
A verdade é que eu nunca fui boa nessa coisa de amor,
nem sei se um dia vou ser.
Mas quando eu tentar ir embora,vai ser quando eu mais
vou precisar de você,
então não me deixe sair...
E também não vá embora,mesmo se eu pedir,
Me mostre que eu posso confiar,que você é diferente
mesmo que eu saiba que você é,eu preciso ter certeza,
Fique se você tiver coragem de me amar,
mas só se tiver coragem...

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Ao meu lado todo esse tempo

Autoria:Mess Meister
O engraçado é que eu corri tanto,busquei tanto
achei que eu era muito esperta,buscando não sei o
que em não sei aonde,
eu achei que estava buscando alguém,a pessoa certa
mas na verdade eu estava me procurando,e não me achei
ao todo ainda,mais continuo no caminho,
Agora eu olho pra trás,posso até rir,do monte de espinhos
que eu passei pra chegar aqui,da quantia de amores errados,
da bagunça de sentimentos,das vezes em que valorizei a pessoa
errada,foram tantas vezes...

Mas eu admito,não sou boa nisso,de entender o ser humano,
queria ser como aquelas pessoas que olham nos olhos e já sabem
sua vida do avesso,mais eu não sou assim,eu me entrego,e vou
aos poucos,camada por camada,conhecendo as pessoas,e quando
vejo perdi meu tempo, troquei jóia por bijuteria,
Eu vejo que eu fui tão longe,olhei em todo canto,e quando eu desiste
foi que eu percebi que o que eu precisava tava bem do meu lado
o tempo todo,
Só que teve um lado bom em tudo isso,me fez dá valor,as pessoas que estão
do meu lado,que não são perfeitas(eu também não sou)mas que me amam
Eu percebi que tenho você,e tenho muita sorte por isso,
obrigado por não ter desisto de mim,por todo esse tempo....

domingo, 23 de setembro de 2012

O Cientista


The Scientist- Coldplay
 Vim para te encontrar, te dizer que estou arrependido
 Você não sabe como você é adorável
 Eu tive que te encontrar, te dizer que eu preciso de você
 E te dizer que me afastei de você
 Me conte seus segredos e me pergunte suas dúvidas
 Oh, vamos voltar para o começo
Correndo em círculos, chegando nas caudas
 Cabeças em uma ciência distante
 Ninguém disse que era fácil
 É mesmo uma pena nós nos separarmos
 Ninguém disse que era fácil
 Ninguém nunca disse que seria tão difícil
 Oh, me leve de volta ao começo
 Eu só estava adivinhando números e figuras
 Resolvendo os quebra-cabeças
 Questões da ciência, ciência e progresso
 Então não fale tão alto quanto meu coração
 E me diga que você me ama, volte e me assombre
 Oh, quando eu corro para o começo
 Correndo em círculos, perseguindo caudas
 Voltando a ser como nós éramos
 Ninguém disse que era fácil
 Oh, é mesmo uma pena nós nos separarmos
 Ninguém disse que era fácil
 Ninguém nunca disse que seria tão difícil
 Estou voltando para o começo

sábado, 22 de setembro de 2012

Imperfeito

Autoria:Mess Meister
Eu coloco sua camisa de flanela,outra vez,como faço toda noite.
Pra sentir como se você estivesse aqui,me abraçando
E canto bem alto,olhando certa poltrona ridícula,do meu quarto de hotel
e imaginando você sentado nela,rindo de mim,
Mas logo depois,eu queimo suas fotos no banheiro,enquanto arrumo o cabelo
tenho um show pra fazer logo mais,e não tem espaço pra você entre
mim e a guitarra,
Só que de madrugada,eu me pego discando seu numero,sem nunca completar a chamada
eu estou cansada,e então me deito,e lembro daquele dia,na beira da estrada,nós gritamos muito
dissemos coisas que não deveríamos,te dei uns socos também,e disse ''não vou voltar''.
acelerei e não olhei pra trás.
Agora fico pensado,onde esse orgulho tolo me levou,mas ele ainda está aqui,entalado em minha
garganta,
Quando enfim acordo,ligo o som bem alto,pra espantar os pensamentos,mais não adianta,as musicas parecem falar comigo,contar nossa historia,eu ouço no radio...

''And there´s no escape
Just countless mistakes
No one will love you
no one will love you the way I do
No one will love you ,love you like I do''


Eu faço meu café,e coloco na caneca que me deu de natal,e olho ao redor,há muito de você aqui
e minha mente volta,naquele dia ensolarado,em que você me disse ''pra sempre'',colocou meu rosto
entre suas mãos,me olhou nos olhos,ninguém nunca havia me olhado assim.
meu coração ainda está naquele dia ensolarado,no carro velho do seu pai,a 100 km por hora.
Depois me levanto,meu café já esfriou,vou compor uma canção,mas as letras me traem e te pedem ''perdão''
elas dizem:
''eu menti quando disse tudo aquilo
queria ter feito diferente,
eu ainda sou aquela garota que você ama''

Então eu saio pra rua,o dia está nublado,como quando a gente se conheceu,em uma loja de Conveniência
no meio do nada,a caminho de uma cidadezinha qualquer,lembro que elogiei a musica que tocava no seu
carro,era algo old school,nos conversamos até anoitecer,e depois daquele dia,eu larguei minha vidinha perfeita e cheia de etiqueta,e segui você por essas estradas da vida,
e nunca me arrependi...meu pensamento ainda te segue onde quer que for,
E quando anoitece,minha irmã me liga, está acontecendo uma festa não muito longe,diz que vai me apresentar um cara legal,o tipo de ''homem certo''do jeito que eu achava que seria o ideal,diz que como a turnê acabou eu preciso me divertir,
Só que nesse momento,eu estou no meu carro,na estrada,voltando para os braços do cara errado,mas que é o certo pra mim,eu deixei meu orgulho naquele quarto barato,
A vida não dá muitas chances pra ser feliz,é preciso arriscar,se jogar,amar enquanto se pode,
Então vou ao encontro do meu imperfeito perfeito.









sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Se me amar me siga

Autoria:Mess Meister
E se eu disser que tenho outros planos?
que não quero me casar de véu e grinalda
que não gosto de rosa,nem de vestido estampado,
que não sei cozinhar e nem gosto,
que pintos as unhas do pé de vermelho,
que prefiro viajar pra Veneza,do que pra Paris.
que ainda choro os meu mortos,
que eu danço sozinha e canto também,
que não quero filhos agora,
que prefiro me formar na faculdade?
e se eu quiser me descobrir,ao invés de pertencer a alguém?
você ainda me olharia assim?
E se você visse meus medos escondidos
e minhas manias incontroláveis,
se visse meu jeito de fazer o café
e as musicas do meu mp3,
se visse os filmes que eu gosto
que não agradam a maioria,
e  que o estranho me agrada?
você ainda iria me beijar?

E se você soubesse,que eu não sou
como as outras garotas,
e que nem quero ser.
que eu posso ser tudo, menos perfeita,
que eu viajo lendo um livro,
E que as coisas que você fez pra ela não funcionam
comigo,porque eu não sou ela,
não sou como as outras,
Eu não ligo pra moda,e não ligo pros
outros.
eu converso com as plantas,e pinto quadros
pra me acalmar,
que não faço o que os outros querem
que não sigo ninguém,mas procuro meu próprio
caminho,e  nele tem lugar pra você,
E talvez não seja uma grande perda de tempo,
Você ainda quer ficar comigo?
Se a resposta for sim,se você realmente
me amar,então me siga...


Mande-me (Um Último Beijo)


Blow Me(One Last Kiss)-Pink



 Dedos brancos e palmas suadas de tanto segurar
 Cerro a boca, estou com dor de cabeça de novo hoje a noite
 Olhos pegando fogo, olhos pegando fogo, e lágrimas queimando
 Eu tenho chorado, eu tenho chorado, eu tenho morrido por sua causa
 Dei um nó na corda, tentando segurar, tentando segurar.
 Mas não há nada para se segurar, então eu solto.
 Eu acho que já tive o bastante
 Eu acho que talvez eu tenho pensado muito
 Acho que isso é o que restou para nós (mande-me um último beijo)
 Você acha que eu sou muito séria, eu acho que você é um idiota de merda
 Minha cabeça está girando então (mande-me um último beijo)
 E quando eu penso que não pode piorar, eu tive um dia de merda (Não!)
 Você teve um dia de merda (Não!), nós tivemos um dia de merda (Não!)
 Eu acho que a vida é muito curta para isso
 Eu vou pegar minha ignorância e ser feliz 
 Eu acho que já tive o bastante, (mande-me um último beijo).
 Eu não vou perder toda a luta que sempre fizemos,
 Tome-lo, quero dizer o que eu digo quando digo que não há mais nada
 Estou doente, alcoólatra, sem mais lutas para mim 
 Você vai ter que arranjar uma truque, porque você não vai mais dormir
 Vou colocar uma roupa legal, vou ficar bonita, vou dançar sozinha 
 Eu vou rir, eu vou ficar bêbada, eu vou levar alguém pra casa
 Eu acho que já tive o bastante 
 Eu acho que talvez eu tenho pensado muito
 Acho que isso é o que restou para nós (mande-me um último beijo)
 Você acha que eu sou muito séria, eu acho que você é um idiota de merda
 Minha cabeça está girando então (mande-me um último beijo)
 E quando eu penso que não pode piorar, eu tive um dia de merda (Não!) 
 Você teve um dia de merda (Não!), nós tivemos um dia de merda (Não!)
 Eu acho que a vida é muito curta para isso
 Eu vou pegar minha ignorância e ser feliz 
 Eu acho que já tive o bastante, (Mande-me um último beijo).
 Mande-me um último beijo. 
 Mande-me um último beijo. 
 Vou fazer o que eu quiser, qualquer coisa que eu quiser 
 Vou respirar, não vou respirar 
 Eu não vou preocupar a todos 
 Você vai pagar pelos seus pecados, você vai se arrepender, meu querido
 Todas as mentiras, todas as artimanhas, você vai ficar limpo
 Eu acho que já tive o bastante
 Eu acho que talvez eu tenho pensado muito 
 Acho que isso é o que restou para nós (mande-me um último beijo) 
 Você acha que eu sou muito séria, eu acho que você é um idiota de merda 
 Minha cabeça está girando então (mande-me um último beijo) 
 E quando eu penso que não pode piorar, eu tive um dia de merda (Não!)
 Você teve um dia de merda (Não!), nós tivemos um dia de merda (Não!) 
 Eu acho que a vida é muito curta para isso
 Eu vou pegar minha ignorância e ser feliz Eu acho que já tive o bastante, (Mande-me um último beijo).          Mande-me um último beijo   
 Mande-me um último beijo
 E quando eu penso que não pode piorar, eu tive um dia de merda (Não!) 
 Você teve um dia de merda (Não!), nós tivemos um dia de merda (Não!)
 Eu acho que a vida é muito curta para isso
 Eu vou pegar minha ignorância e ser feliz
 Eu acho que já tive o bastante, (Mande-me um último beijo).

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Despedida


Autora:Martha Medeiros

Existem duas dores de amor
A primeira é quando a relação termina
e a gente,seguindo amando,tem que se acostumar com
a ausência  do outro,com a sensação de perda,de rejeição
e com a falta de perspectiva.
já que ainda estamos tão embrulhados na dor,
que não conseguimos ver  luz no fim do túnel.

A segunda dor é quando começamos a vislumbrar
a luz no fim do túnel.

A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos
e abraços,a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas quando essa dor passa,começamos um outro ritual de
despedida:
A dor de abandonar o amor que sentíamos.
a dor de esvaziar o coração,de remover a saudade,de ficar livre,
sem sentimento especial por aquela pessoa,dói também...

Na verdade,ficamos apegados  ao amor tanto quanto a pessoa que o gerou.
Muitas pessoas reclamam por não conseguir desprender de alguém,
E que sem se darem conta,não querem se desprender.
Aquele amor,mesmo não retribuído,tornou-se um souvenir,
lembra de uma época bonita que foi vivida...
Passou a ser um bem de valor inestimável,é uma sensação a qual
a gente se apega.Faz parte de nós.
Queremos,logicamente,voltar a ser alegres e disponíveis,
mas pra isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por
muito tempo.
que de certa maneira entranhou-se na gente,
e que só com muito esforço é possível alforriar.

É uma dor amena,quase imperceptível.
Talvez,por isso,costuma doer mais que ''dor-de-cotovelo''
propriamente dita.É uma dor que nos confunde.
Parece ser aquela mesma dor primeira,mas já é outra,
A pessoa que nos deixou já não nos interessa mais,mas
interessa o amor que sentíamos por ela,aquele que nos justificava como
seres humanos,que nos colocava dentro das estatísticas:''Eu amo,logo existo''.

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo.
É o arremate de uma historia que terminou,
externamente,sem a nossa concordância,
mas que também precisa sair de dentro da gente...
E só então a gente poderá amar,de novo.













domingo, 16 de setembro de 2012

Jamais será o mesmo

Autoria:Mess Meister
Naquele fim de tarde,eu tinha tanta coisa pra te dizer,mas guardei tudo,escondi as palavras
e sufoquei o sentimento pensando:''Outra hora'',mas essa hora nunca veio nem nunca mais
vai vir.
Em outro momento,uma certa noite estrelada,eu queria ter feito tanta coisa,ter demostrado tudo
o que está sentindo,mas minha mente estava em outro lugar,em algo sem importância,nem me lembro direito o que era,e eu pensei:''Depois, da próxima vez vai ser melhor'',não houve uma próxima vez.
E na ultima vez,em que você pós os olhos em mim,eu deveria ter notado,que não teríamos outra chance,
devia ter parado o que estava fazendo,mas como sempre eu quis deixa pra depois,pensei:''Mais tarde''
você já não respirava no final dessa tarde...
e todas as palavras ainda estão trancadas aqui dentro,mais espero que um dia o vento leve elas até você

Acho que o meu problema sempre foi pensar demais,achar que sempre há uma segunda chance pra tudo
mas não há,um segundo perdido nunca mais volta,serão outros segundos mas aquele,nunca mais...
e os momentos nunca vão ser os mesmo,
e eu não posso viver duas vezes,o mesmo momento mais gostaria
Só o que eu posso é trazer de volta em minha mente e editar.como se faz com um texto e imaginar
um final diferente,ou posso aprender a lição e mudar daqui pra frente,
Porque nada jamais será o mesmo,eu não posso voltar no tempo e arrumar tudo,não posso controlar
tudo,o presente é tudo que eu tenho,é como a frase que eu ouvi um dia,
''Não faça de sua vida um rascunho,pois talvez não terá tempo de passar a limpo''

sábado, 15 de setembro de 2012

Isso é só ..amor

Autoria:Mess Meister
Eu gosto de olhar pra você,quando você não está me vendo
Gosto de te ver pensativa,mordendo o lábio inferior
e sempre gosto do que diz depois,pois sempre é algo interessante
ou sua visão de algo que eu não havia me dado conta,
Gosto de te ver comendo,porque você faz biquinho enquanto mastiga
e de como mexe nos cabelos,que estão sempre macios
gosto até da marca de sapatos que você deixa pelo chão,
e de quando bagunça minha ''extremamente organizada'' casa,
de você não gostar de quase nada que eu gosto,até de seu ódio terrível por queijo
o que as vezes é um problema,
gosto de acordar de manhã e fazer o café pra você,com tudo o que mais
gosta,
e de no final da tarde ouvir suas reclamações do dia,e depois rir com aquela gargalhada
gostosa que só você sabe dar.
Fico alegre quando você esta alegre,e triste quando te vejo triste
Não gosto da maioria dos seus namorados,e nem de quando você tenta mudar
quem você é pra agradar alguém.

mais gosto de quando te vejo olhar as nuvens e sonhar,ou quando estamos no carro
e você abre a janela,ergue os braços e fecha os olhos,como se quisesse voar
De sempre quando você faz algo errado,suas covinhas aparecem enquanto tenta se explicar
gosto da sua letra redondinha e apertada,de te ver ensaiando no violino,tão séria.
me irrito quando pega minhas roupas sem pedir,mas admito pra mim mesma que elas sempre
ficam melhores em você,assim como o meu perfume.
eu sou a pessoa que mais te conhece no mundo,e com certeza quem mais se importa e torce por você
eu sempre estou aqui a postos pra o que precisar e sempre sei o que se passa com você,mesmo que você não sabia disso.
e ao contrario do que você pensa,não estou tentando te controlar,isso é só ..amor
você é a melhor coisa que eu já fiz...quando você for Mãe vai me entender.


sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O ultimo beijo


Autora:Mess Meister
Quando nos conhecemos era véspera de ano novo, estávamos na casa de um amigo,
você com seu grupo de amigos e eu com o meu,me lembro que eu nem queria ir a essa festa
mais minhas amigas insistiram que eu fosse.
eu olhei pra você logo no começo da noite,e fiquei encantada,não sei exatamente
 com o que,mas gostei de você,mas achei que você nem tinha me notado até
que no meio da noite você veio em minha direção e puxou assunto.
Não lembro direito o que falamos,acho que foi do tempo,essas coisas,mas me lembro de suas covinhas
quando sorria,e de não conseguir para de sorrir,seu perfume era tão bom,isso eu logo notei,
e no momento da virada,lembro do nosso primeiro beijo,com gosto de champanha em meio a uma gargalhada minha,depois você fez uma piada sobre estarmos juntos desde o ano passado,
e a partir dai não nos largamos mais...
Em pouco tempo já estávamos dividindo as contas de um apê modesto,mas cheio de vida,
decorado com suas coisas de budista e minhas plantas,
nos dividimos a vida,as histórias,os sonhos...
Você fazia Engenharia e eu Design, acordávamos cedo pra andar de bike no quarterão,
assistíamos(sem ver nada)a filmes de terror antigo, tomávamos café na padaria mais próxima
e você sempre roubava meu iourgute,também brigávamos muito não posso negar,
mais quando fazíamos as pazes era tudo de bom,nos discutíamos e logo depois você dizia algo idiota
e começávamos a rir.
você comia a comida vegetariana que eu fazia e jurava que era boa,e eu não ligava pro seu
futebol na tv.
O que eu mais gostava em nós era que sempre fomos honesto um com outro,sempre fizemos
o que tínhamos vontade e dizíamos o que pensávamos,pode  não ter durado pra sempre,mais foi eterno enquanto durou.

Houve um final de tarde em que nos beijamos na esquina de casa,nos beijávamos sempre naquele ponto,antes de você ir trabalha e então cada um ia pro seu caminho,mais dessa vez em especial eu já sabia que você ia se mudar pro japão,e sabia que não íamos nos encontrar a noite,você com o jantar e eu com a roupa da lavanderia como antes,não íamos cantar Love Ain´t No Stanger no karaokê,
aquele foi o nosso ultimo beijo,com gosto de lagrimas e saudade antecipada.
Mas tudo bem,aprendemos tanto junto,crescemos,e percebi que o bom é não fazer planos,é deixar acontecer,quem sabe o que a vida reserva pra mim,em algum lugar,alguma festa,ou mesmo ao atravessar a rua,sei que você também aprendeu algo,e eu estou aberta pra isso,ao que a vida tem pra me oferecer.

Em algum lugar no tempo-Biquini Cavadão


(acho essa musicas muito linda!)
Não guarde magoa de mim,
também não me esqueça
talvez não saiba amar
nem mesmo te mereça
Como as ondas do mar
sempre vão e vem,nossos
beijos de adeus na estação do trem
Um gosto de lagrima no rosto
Palavras murmuradas
Que eu quase nem ouço
Que eu quase nem ouço...

Em algum lugar no tempo,
nos ainda estamos juntos
Em algum lugar
Ainda estamos juntos
Em algum lugar do tempo 
nos ainda estamos juntos
Pra sempre pra sempre
 ficaremos juntos,

Não tenha medo de mim
Não importa o que aconteça
Não me tire da sua vida
Nem desapareça

Como as ondas do mar
sempre vão e vem,nossos
beijos de adeus na estação do trem
Um gosto de lagrima no rosto
Palavras murmuradas
Que eu quase nem ouço
Que eu quase nem ouço...



Em algum lugar no tempo,
nos ainda estamos juntos
Em algum lugar
Ainda estamos juntos
Em algum lugar do tempo 
nos ainda estamos juntos
Pra sempre pra sempre
 ficaremos juntos,
juntos...



Em algum lugar do tempo 
nos ainda estamos juntos
Pra sempre pra sempre
 ficaremos juntos,
Não guarde magoa de mim!






domingo, 2 de setembro de 2012

Não sou mais sua segunda opção

Autora:Mess Meister
Hoje eu quebro a rotina,termino esse ciclo vicioso,
a partir de agora,nada mais vai ser o mesmo,não vou ser mais a,
garota no meio do caminho nem você minha doce espera...eu cansei,
Cansei de tentar ser sua prioridade,de tentar fazer com que você veja,
que eu sou ''unica'',ou que me diga que eu sou'' linda'',porque agora eu sei que,
 eu sou.
não quero mais ser seu step,sua opção de lazer quando você não tem nada melhor ,
pra fazer.
se lembra da ultima vez que ficamos juntos?você disse que seria diferente,
mas se lembra de quantas vezes já me prometeu isso?pois eu lembro de todas,
sei de cor todas as suas desculpas,e dessa vez você está certo,vai ser diferente,
não porque eu espero que você mude,mais porque eu mudei...eu mereço mais,
foi a ultima vez...

Mereço alguém que me valorize,que tenha medo de me perder,
que me retribua tudo o que eu oferto,que queira estar comigo,
e esteja por inteiro.
Eu mereço o melhor,e estou disposta a lutar por isso,
Não sou um caso de fim de semana,não estou a sua disposição,
e não sou mais sua segunda opção,e nem vou ser de mais ninguém,
Sou minha prioridade...




quarta-feira, 25 de julho de 2012

O pior é que não volta...



Autora:Mess Meister

Ei você...eu nem sei como te encarar agora,
não sei como olhar em seus olhos e nem como fica perto 
de você.
E é horrível,porque o que eu faço de melhor é fica perto de você
Só está do seu lado mesmo,deitada na calçada vendo nuvens ou
mesmo sem fazer nada,mais nem isso eu não tenho mais.
É difícil me diverti porque isso eu fazia com você,e eramos bons nisso
não da pra conversa sobre o que eu sinto,porque eu me abria  pra você
eu contava tudo,era com você que eu fazia tudo,você era tudo, meus melhores dias e horas,
e agora fica o vazio no seu lugar.
Não tenho mais você pra brigar comigo,pra dizer que eu gasto demais
pra me fazer rir quando eu só tenho motivos pra chorar...
Adianta dizer que minhas intensões eram boas?
que quando eu vi seus olhinhos pra mim,eu não consegui dizer não?
mesmo sabendo que não daria certo?que eu realmente quis acreditar nisso,
e que queria ser tudo o que você esperava de mim e tudo que você merecia ter,
Só que eu sou humana e minhas intenções falharam você sabe que 
se eu pudesse ,voltaria no tempo só pra não te magoar,
eu teria pensando melhor,mas acho que uma hora isso ia acontecer
Droga.. porque tudo teve que mudar entre nós,porque você se apaixonou por mim? 
e porque eu não te amei de volta? são tantos porquês...
Você é meu melhor amigo  tem tudo o que eu gosto em alguém,
deveria ter dito não quando você quis namorar comigo 
mais eu conseguiria dizer não pra você?
depois daquela declaração daquele amor tão lindo que você me ofertou 
,justo pra mim que nunca sou amada por ninguém ,
você tinha que me olhar daquele jeito,como se eu fosse seu mundo 
enquanto ninguém se importa com o meu
eu a eterna carente e você de braços abertos..
Sempre fomos sinceros um com o outro e eu deveria ter dito que te amo,
mais um amor diferente um que não se esgota que é pra sempre 
e que a gente deveria continuar do jeito que estava,que eu ainda tinha algo
inacabado com alguém,(que você descobriu do pior jeito)
Mas que esse alguém não significa nem metade do que você significa pra mim,
são amores diferentes e que amores como aquele vem e  passam,tudo passa na minha vida,
só que você eu gostaria que ficasse pra sempre na minha vida, 
você é meus dias de sol,
Eu queria que o tempo voltasse pra te dizer tudo isso,pra acerta tudo,
e depois irmos tomar sorvete como se nada tivesse acontecido,
mas o pior é que não volta  eu tenho que pagar pelos meu erros,
acorda todos os dias e lidar com isso,
Pra  quem sabe um dia ,poder olhar nos seus olhos sem me constranger 
e talvez você me olhar de volta sem me recriminar,
só olhar com sempre olhou pra mim,
olhar de melhor amigo.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Algo pra te inspirar...

1000 dias com ele

 Autoria:Clarissa Correa
 Uma vez me falaram que amar é se jogar de um precipício sem saber se lá embaixo vai ter alguém para segurar a gente.
 Foi a melhor definição de amor que já ouvi.
 Eu, que escrevo tanto e leio tanta gente que fala dessas coisas que damos o nome de sentimento, nunca tinha escutado nada tão verdadeiro.
 Amar é isso mesmo.
 É se jogar e não saber.
 É se entregar sem ter certeza.
Aos poucos, buscamos a certeza do amor.
 Porque o amor para ser amor precisa de certezas.
 A certeza do encontro, a certeza da continuidade, a certeza da presença, a certeza da verdade.
 Demorei muito para me permitir.
 Me distraí durante muito tempo com paixões que não duravam mais que a lua minguante.
 Por algum tempo vivi uma relação extremamente conturbada e complicada.
 Na verdade, não sei se posso chamar de "relação".
 Era alguma coisa sem nome.
 Aquilo não me deixava em paz, me fazia mais mal do que bem, mas de alguma maneira eu continuava.
 Não entendo, a gente se boicota tanto.
 Sabemos que queremos e merecemos mais, mas continuamos insistindo em coisas sem sentido.
 Punição? Talvez.
 A gente demora para se permitir ser feliz.
 Deve ser por isso que as pessoas ficam tateando no escuro durante muito tempo até encontrarem a tal  pessoa certa.
 Não sei se existe a pessoa certa, sei que existe uma pessoa certa para você.
 Essa pessoa, por mais errada que seja, é aquela que te dá vontade de continuar.
 Continuar lutando, vivendo, acordando, sorrindo.
Tem gente que nos dá essa vontade, aquela vontade de ser melhor para a gente mesmo e para quem nos   rodeia.
 Mas eu não queria, não me permitia, achava que daquele jeito estava bom.
 Às vezes, não sou legal comigo, você não é legal com você.
 Cegos, não conseguimos enxergar.
 Confusos, não sabemos o que fazer.
 Covardes, não nos damos uma chance.
 Carentes, nos agarramos na primeira oportunidade.
 A carência nos tira a visão.
 A falta de visão nos emburrece.
 E assim vamos vivendo um dia após o outro, com um vazio que nunca sai de dentro e um olhar que procura  e nunca acha.
 Todo mundo tem que amar alguém um dia.
 Não tem como definir, é uma coisa muito louca e real.
 Um dia, com o coração cansado, decidi que só queria coisas boas.
 Sem migalhas, sem mentiras, sem máscaras.
 Para amar a gente tem que se despir de todos os artifícios.
 Então, resolvi ser mais amiga de mim.
 Aproveitar a minha companhia, me curtir, só procurar o que me fazia bem.
 Foi aí que, sem querer querendo, a gente apareceu um na vida do outro.
 Me deu um medo, um medo.
Você sabe, eu sei.
Queria fugir, sair correndo, desistir.
Tentei de todas as formas (até bem pouco tempo atrás) encontrar motivos, fiapinhos do passado e farpas imaginárias para provar que não daria certo.
Mais uma vez eu insisto: ser feliz dá medo e é muita responsabilidade.
Fora o fato da gente não se sentir merecedor.
Fora o fato de pensar meu-deus-tá-tudo-bem-tudo-perfeito-na-minha-vida-é-certo-que-vou-descobrir-um-câncer.
A gente sempre pensa besteira por achar que não merece aquilo tudo.
Foi tudo em vão. Dia após dia o mundo, Deus, a vida, as coincidências, o destino ou sei lá, chame como você quiser, me mostraram que, sim, a gente tem um amor bonito e de verdade.
Que já passou por turbulências, furacões, que de vez em quando recebe tempestades e trovões, mas que sempre dá um jeito de deixar o céu azul e o sol brilhando.
Porque a gente gosta do tempo bom.
A gente tem uma história que é só nossa, um amor que é só nosso, uma vida que é só nossa, uma família que é só nossa.
Tudo nosso.
E com você eu descobri que sempre posso ir mais além.
Você me mostra umas partes que eu não conhecia. Me mostra uma força que eu não sabia que tinha.
Um jeito maduro e ao mesmo tempo infantil de continuar vendo a vida.
Me desarma com tanto bom humor.
Me mostra coisas que não sabia.
Me puxa para a realidade, pois nem só de sonho se vive.
Existe uma troca bonita e, hoje, mais madura. É que já faz mil dias, amor.
Mil dias que a gente se encontrou e nunca mais saiu de perto um do outro.
Mil dias que ouvi o que você disse e me atirei do precipício.
Ainda bem que a gente se jogou. Ainda bem que você esperou por mim. E eu por você.

 http://www.clarissacorrea.com/

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Dentro da caixa


Autora:Mess Meister
Hoje foi diferente,acordei com mais facilidade que o de costume,me arrumei depressa,
cheguei adiantada cinco minutos,algo raro.
Meu cabelo estava mais arrumado que o normal,o tempo estava bom,nem quente nem frio.
Estava tudo muito tranquilo,perfeito demais e eu sabia que não iria durar.
Enquanto eu conversa com uma amiga,eu me virei bem a tempo de te ver com ela,num beijo tão intimo
que me fez desviar o olhar,um simples selinho,mas que dizia muita coisa...
Então lembrei que nunca foi assim com a gente,era tudo tão intenso,mais não tinha o peso daquele 
beijo nem de longe,porque?
talvez porque nós queríamos tanto que fosse forte,aquela coisa do ''aqui e agora'',que esmagamos tudo
E olhar você...tão diferente,eu não sei o que me fez sentir,e eu levei alguns segundos pra assimilar.
Eu queria dizer que senti ódio ou ciume,mais não foi isso.
Porque no fundo eu sei que ela é o melhor pra você,e eu também já tenho outro alguém que me faz bem.
Então eu te segui até o lugar onde a gente normalmente se esbarra,e seu olhar já não era mais o
mesmo,não tinha paixão ou tristeza,seus olhinhos rasgados não imploravam mais os meus...
No primeiro momento houve um silencio constrangido,e depois a confirmação que aquilo era o fim,
o verdadeiro fim.
E percebi que foi isso que eu senti,a tristeza do ''Adeus'',que finalmente havia chegado,e 
o medo do novo,de ter que se arrisca de novo,colocar o coração na mira,e começa tudo com
outra pessoa,porque até então a gente sabia que se não desse certo, poderíamos correr um pros 
braços do outro,mais você aprendeu antes de mim,que o amor não é uma formula exata,e resolveu
se entregar a algo novo,e eu pretendo fazer o mesmo.
É hora de guardar os momentos bons em uma caixa,e seguir em frente,rumo ao inesperado,
ao  assustador novo amor ....

terça-feira, 5 de junho de 2012

Egoísta


Autora:Mess Meister
Eu sinto um pouco de ciumes de você.
Ok,não é pouco...
Eu odeio imaginar  você com outra pessoa.
Porque sempre vai haver outra pessoa,e eu
Odeio imaginar que você está cozinhando
pra outra(como nunca cozinhou pra mim).
que chame ela de baixinha,
que atormente ela como faz comigo.
que converse sobre filmes,ou jogue o jogo
da velha(fazendo coração ao invés de bolinha,rs)
Que seja engraçado e brinque com ela.
que convide pra ir a Roma...
Não quero que faça uma de suas ''obras de arte''
(como o boneco torturado,lembra?)
Que chame ela de marrenta,e convide pra comer uma pizza.
ou que coloque um ''espião ninja'' na cola dela.
Não quero que seja o ''malvado'' de mais ninguém...
Eu sei,sou egoísta e possessiva,entre outros.
Mais também quero que você seja muito feliz
Que essa pessoa seja tudo que você merece ter
e que eu não posso ser...
Que esteja do seu lado nos eventos de cosplay e em
todos os outros.
E eu até deixo ela te dar umas mordidas por sei que
''te gusta''.
Só que ela não te deixe mimado demais,afinal,
O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:espancar com o rolo
de macarrão,as vezes faz bem.
E você precisa de disciplina,meninão...
Que ela te valorize (ou acabo com ela)
Mas que mesmo assim você não se esqueça
da louca aqui de sampa,que sempre esboça um sorriso
idiota quando fala com você no msn...
Meu malvado favorito*-*








As vezes


Autora:Mess Meister
As vezes eu penso que sou minha melhor companhia,
porque ninguém sabe o que passa aqui dentro e
tem oras que nenhum amigo consegue me ajudar.

As vezes eu me auto-consolo,ao invés de esperar
que alguém note que eu não estou bem,
eu me olho no espelho e digo tudo o que gostaria,
que alguém me dissesse.

As vezes também eu me coloco pra baixo,me cobro demais,e
pode acreditar,eu brigo comigo.e preciso dos meus amigos,
tentando me animar, me fazendo rir.

As vezes eu tenho que dizer pra mim mesma ''seja forte segue..''
ou ''não leve tão a serio assim'',
eu me coloco em primeiro lugar e tento me preserva.

As vezes a eu me obrigo a deixar pra trás certas coisas,
e desapegar do que me prende,que atrapalha o meu caminho.
mas como isso é difícil as vezes...

As vezes eu me pego rindo sozinha,ou chorando...


As vezes eu desejo uma mão diferente segurando a minha,
mais com o tempo eu aprendi que não deve ser qualquer um,
qualquer coisa,esmola de afeto...
pode parecer narcisismo,mas eu aprendi que a gente deve se
amar e se respeitar pra poder exigi isso de alguém.

As vezes eu esqueço de tudo isso...mas meu amor próprio me faz 
lembrar,esse amor tão difícil de se conquistar,mas quando olho no espelho 
ele está sorrindo de volta...



terça-feira, 1 de maio de 2012

Sempre vou precisar...

Autora:Mess Meister
Olha pra mim,eu cresci...
Aprendi a cair e levantar
Conheci alguém,acho que você 
ia gosta...
Mudei a cor do cabelo,
Eu fiz tudo certo,cumpri minha
obrigação.
Encontrei amigos,e pessoas que
eu pensei ser amigos.
Fiz inimigos também por que é inevitável,
Eu compus umas musicas,e acho que
não ficaram ruins.
Tenho vários quadros novos que
eu faço sempre que tenho minhas crise
de ansiedade.
Ainda não gosto de comer na frente de
estranhos...
Ainda bebo chocolate quente pra dormir...
Não durmo mais com a luz acessa...
Agora eu entendo certas coisas que você
me dizia...
Eu aprendi a cozinhar,fica comestível pelo menos.
Já decidi o que quero ser,designer gráfica.
Mudei um pouco as minhas roupas...
Tenho vários planos na cabeça...
Vi tanta coisa,fiz tanta coisa...
Acho que já sou outra pessoa,pelo
menos na maioria das vezes...
Agora eu tenho responsabilidade
Eu sou adulta....
Mas pode passar o tempo que for, por dentro
eu sempre vou ser aquela menina,
de bochechas grandes,e sempre vou 
precisar de você...mãe.
mesmo você não estando mais aqui.




domingo, 29 de abril de 2012

Queijo e Goiabada


Autora:Mess Meister 
Como duas pessoas tao diferentes,ficam tão bem juntas?
Como queijo e goiabada,como você e eu.
Vindas de mundos opostos,feitas de outras matérias.
e quando juntas,é impossível resistir...
Você do interior e eu da cidade grande.
Eu o queijo,louca, cheia de manias e pressa,
vivo correndo de um lado pro outro e fazendo
mil coisas ao mesmo tempo,que ouço musica no
ultimo volume,que falo palavrão,que não penteio o cabelo,
que mordo a tampa da caneta e odeio fica no silencio.
E você goiabada,sempre calmo e sorridente,que pensa
mil vezes antes de falar,que banca o durão mais adora um
filme romântico,que ama cozinhar e correr com o cachorro,
que morde o canto da boca o tempo todo,e tem os pés incrivelmente
lindos.
Um casal improvável a gente não?
e deis do primeiro momento,a atração foi inevitável,mesmo sendo
de grupos diferentes,algo sempre nos puxava pra perto e quando enfim,
ficamos juntos,foi como uma reação natural,foi como se sempre estivéssemos
juntos só que não sabíamos.
e quanta vezes nós nos perdemos um do outro, esquecemos do mundo ao
redor..
E eu lembro também quantas brigas tivemos,e quantos momentos de paz e
felicidade plena.
As pessoas de fora nunca entendia nossa relação de amor e ódio,
mais uma coisa eu posso dizer,nossa relação nunca teve rotina e nem
tédio.
Eu sinto saudade disso,do ''nós'',de como  mexia no meu cabelo,
de você roubando toda a minha pipoca e colocando na boca de uma vez,
das mordidas no meu pé,e de me calar com beijo quando eu falava demais,
gostava não do cara popular e bonitão que todos amavam(eu nunca gostei dele)e
queriam estar perto...
Gostava do garoto tímido que ficava escondido por baixo daquela pose toda e que
só se revelava comigo,o cara que nunca sabia o que dizer,que me olhava de um jeito
engraçado quando eu fazia '' coisas que uma garota normalmente não faz'',mas não 
me criticava,não tentava me mudar e não queria que eu fosse a copia das namoradas
barbies do seus amigos e eu imagino que você também sinta minha falta.
Sabe,eu me dei por inteiro nisso,me joguei de cabeça e apostei todas as fichas,
mas você não tava preparado pra algo tão serio,como eu estava..
Talvez você pense que eu desisti de nós,mais na verdade eu nos dei uma chance,
pra que a gente possa lá na frente,olhar pra trás e ver os momentos bons,que foram
muitos,e estejamos mais fortes pra seguir adiante,juntos ou não.





sábado, 28 de abril de 2012

Muros intransponiveis


Autora:Mess Meister
Construímos nossa personalidade com o tempo,camada por camada,vendo o que da certo e o que não dá,
como muros que começam do chão e vão até onde nós quisermos,
mais ao contrario dos muros,a gente nunca termina,nunca chegamos em um ponto em que a gente diga,''ok,ta completo,não precisa mexer em nada''.
Nós nunca paramos de mudar,de rever conceitos,de mudar de opinião...
Se você me pergunta quem eu sou,eu não vou saber te explica,e sinceramente eu desconfio das pessoas que dizem que sabem(e tenho um pouco de inveja também).
Se você perguntar aos meus amigos,cada um vai dizer uma coisa,e não vão estar errados é que cada um conhece um lado meu.
Certa vez perguntaram a minha irmã,e ela não soube dizer quem eu era,não é como se ela não me conhecesse bem,ela disse como alguém que não faz ideia de quem eu sou,como um estranho...
Então eu pensei,como isso é triste,em que ponto chegamos,eu acho tão bonito quando encontro irmãs que são acima de tudo,grandes amigas,companheiras...
Queria que fossemos assim também,mas nós como se estivéssemos em mundos diferentes, construímos nossos muros intransponíveis durante todos esse anos,e nem sequer percebemos,quando eu vi já estava lá.
Ela nunca entendeu meus gostos musicais,meu jeito diferente,minha paixão por leitura,minhas atitudes,
e eu nunca entendi o jeito dela tão racional de ver o mundo,a facilidade com que ela sempre se encaixou nele...
E pensando bem,eu também não á  conheço,e não deveria ser assim,então irmã,
Talvez uma de nós devesse dar o primeiro passo,mais é tão difícil,eu não saberia nem como começar,
e com a correria da vida,talvez você não ache isso muito importante,
mas que sabe um dia,quando estivermos bem velhinhas,e não tivermos mais as preocupações
da vida nos ombros,e tivermos tempo de sobra,a gente possa sentar na varanda e enfim se abrir,
se conhecer,colocar tudo as claras e depois rir de nunca termos feito isso antes,de esperar tanto por algo tão fácil,e nos olharmos nos olhos com a intimidade que só duas irmãs podem ter...
Eu espero que a vida nos dê essa chance,de enfim derrubarmos o muro.