terça-feira, 10 de maio de 2016

Leaving the comfort zone


Autoria:Mess Meister

Eu tinha tudo sobre controle,
não espera me render desse jeito,
Tinha a vida toda planejada,
era daquelas que sabia exatamente
onde estaria nos próximos cinco anos,
Mas você virou tudo do avesso,
quando se desprendeu do seu medo e
atravessou minha zona de conforto,
tão rápido que não tive reação,

Eu esperava isso de qualquer outra pessoa
menos de você,
Você que sempre foi tão tímido que mal
 conseguia me olhar nos olhos,
Foi quem me fez perceber que a covarde
era eu,
Que nunca abri meu coração de verdade,
que nunca me permitir,
Eu pensava ser tão corajosa.


Eu achava que sabia o que queria,
que estava onde queria estar,
Gostava da calmaria,até você
agitar tudo como uma tempestade,
sua ondas agitaram meu mar.
Você me fez perceber que eu nunca
corri riscos,não no amor.
E que aventura...

Eu sempre me gabei por ser boa
com as palavras,
Percebi que todas elas se escondem
quando estou perto de você,
E  o que me espanta e você não
se importa nem um pouco,
Que até nossas imperfeições e erros,
parecem encantadores,
Não é igual aos filmes,é melhor,
Então não me deixe volta pra minha bolha
de novo.



domingo, 8 de maio de 2016

Para Sempre


Autoria:Carlos Drummond de Andrade 

 Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece com o que
é breve e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça, é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre junto de seu filho
e ele,
velho embora,
será pequenino feito grão de milho.

Feliz Dia das Mães!!